Obrigado amigo(a)s leitores.

Image Hosted by ImageShack.us

DRTV RADIO ONLINE

Para tirar o som, clique em pause
PARA ENTRAR NA RADIO CLIQUE AQUI

domingo, 3 de novembro de 2013

Decifre seu Cocô - Cocô bóia ou flutua? qual é o certo ?


O cocô saudável é marrom. Essa coloração é graças a um pigmento escuro formado na digestão da bile chamado estercobilina. Alterações na cor podem vir da ingestão de certos alimentos ou corantes, também pode indicar uma alimentação errada. Veja a seguir como decifrar o seu cocô de acordo com a cor, o cheiro e o formato:

Branco ou cinza
Sem a estercobilina, o cocô fica com cara de argila. Isso pode acontecer por algum problema no fígado, pâncreas ou vesícula biliar que esteja bloqueando a passagem da bile. Pode ser uma pedra na vesícula e pode indicar até doenças graves como um câncer de pâncreas.

Vermelho
Alguns alimentos, como a beterraba, dão essa cor. Mas se ela persistir pode ser sinal de que você está sangrando em algum lugar do tubo digestivo. Se for vermelho vivo, o problema é na parte final indicando um sangramento anal causado por fissuras ou por hemorroidas.

Preto
Cocô preto indica sangramento na parte inicial da digestão, talvez na garganta ou estômago. Nesse caso, o sangue é digerido junto e chega preto ao. Nesses casos o cheiro é insuportável e dizem que quem conhece não esquece.

Amarelo
Pode indicar gordura, o que não é bom, já que o corpo deveria absorvê-la. Assim, pode haver algo errado com o seu sistema digestivo (ou a sua dieta). UM cocô “gordo” cheira muito pior do que o normal e geralmente flutua (o normal é afundar).

Verde
Uma dieta com muito ferro (ou suplementos) pode deixar seu cocô esverdeado. Mas pode ser também uma infecção ou inflamação, como a doença de Crohn, em que células imunológicas atacam os tecidos digestivos e provocam dor, diarreia e muco nas fezes.

Formato cilíndrico
Esse é o formato ideal. Com uma ponta para facilitar a saída. Mas não é regra: cada pessoa tem um padrão de cor, forma e frequência. As pessoas do sul da Ásia por exemplo, evacuam até três vezes mais do que ocidentais. Isso acontece por causa das fibras, muito mais frequentes.

Bolinhas tipo cabrito
Típico de quem sofre de prisão de ventre (até 15% das pessoas), a forma indica que o cocô demorou para chegar ao reto e está sem água. Pode sinalizar pouca fibra na comida ou o costume de “segurar” ao máximo. Quem tem o hábito de adiar a ida ao banheiro geralmente tem fezes ressecadas que podem machucar na saída.

Tipo poça
O cocô na forma líquida (como na diarreia) pode ser causado por bactérias. Mas também pode ser uma irritação do intestino por causa de alimentos a que o corpo não está acostumado. Isso agride a mucosa intestinal, e impede a absorção da água.

Tipo tripinha
Fezes finas são provavelmente apenas um sinal de que você está forçando demais e contraindo o esfíncter (a válvula que controla o abre e fecha do ânus). Mas, se isso persistir, pode ser indício de que algo está obstruindo o caminho, melhor procurar um médico.

fonte: diario de biologia
imagem: google


sexta-feira, 31 de maio de 2013

Auriculoterapia para afinar a cintura e eliminar peso

Ponto 1 - Esse ponto irá enviar ao cérebro mensagem de satisfação com o que comeu, evitando que você coma além do necessário.
Ponto 2 – Terá como função acelerar o metabolismo, assim a queima de calorias será mais eficiente.
Ponto 3 – Vai te ajudar a ter controle emocional,  toda dieta leva a pessoa ao nervosismo, à irritação então esse ponto irá te acalmar.
Ponto 4 – Esse ponto tem a função de controlar o apetite e a digestão. Comendo menos, logo o seu estômago diminuirá de tamanho.
Ponto 5 – Esse ponto vai controlar os seus hormônios.
Se não tiver miçanguinhas para estimular esses pontos, arranje algo de tamanho pequeno(cuidado para que não seja pontudo pois irá te machucar) ou utilize os dedos de suas mãos.

No lugar da tradicional agulha, você vai precisar colocar em sua orelha algo pequeno. Pode ser uma miçanguinha(aquelas para fazer bijuterias) bem pequenininha. Vai cortar um pedacinho de esparadrapo e grudar essa miçanguinha bem no centro. Prepare 10 pedacinhos do material, 5 para cada orelha.

Pronto! 30 minutos antes das principais refeições, você deverá, com os dedos das mãos estimular esses pontos onde grudou o esparadrapo. Aperte, levemente, cada miçanguinha de 4 a 5 vezes com duração de uns 2 a 3 segundos.

Não precisa retirar os esparadrapos na hora do banho, só tenha o cuidado de trocar os esparadrapos entre 2 ou 3 dias.

fonte: dietasobcontrole

Nota: 
Em meus atendimentos, costumo usar grãos de mostarda, eles tem o tamanho ideal para atingir os pontos mas você pode usar pedacinhos de grãos de arroz quebradinhos, um pedacinho para cada ponto.
Para os principiantes, é recomendado que outra pessoa lhe ajude na fixação do esparadrapo, já com estes pedacinhos de particulas, miçanguinhas ou grãos de mostarda, como você achar melhor, depois você mesmo vai sentindo o lugar certo, acompanhando a visualização da foto.

Outra informação importante: Este é um tratamento complementar que não dispensa os cuidados médicos, nutricionais ou de um terapeuta para orientações personalizadas, pois cada indivíduo é único, merecendo portanto atenção e cuidados diferenciados.

Qualquer dúvida, estou à disposição.

Abraços,

Rosângela Matos
Terapeuta

Postagens Mais Lidas nos últimos 30 dias

Como consertar fraturas da Medical Animation

fonte: Tide Monteiro do diHITT

16/17 de Maio de 2009 - Céu Paz Jd.Parané - Coord.Juventude- Prefeitura da Cidade de São Paulo/SP

Nossos Leitores

Ação Global da Rede Globo 2011

Ação Global da Rede Globo 2011
Aconteceu no Pq. da Juventude no Carandiru dia 14/05